Projetos

Dados

Informações Técnicas

Produtores de Água e Floresta

SUB-BACIA RIO SACRA FAMÍLIA

O Projeto PRODUTORES DE ÁGUA E FLORESTA (PAF) aplica o modelo provedor-recebedor, por meio de um sistema de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA). Desta forma, incentiva-se, mediante compensação financeira, os agentes que adotarem, contribuírem ou implementarem práticas para a proteção e recuperação dos recursos naturais e de mananciais, auxiliando o resgate do potencial de geração de serviços ecossistêmicos, provendo benefícios às bacias hidrográficas e à sociedade.

O PAF SUB-BACIA RIO SACRA FAMÍLIA tem como objetivo básico proporcionar o aumento de cobertura florestal em Áreas de Preservação Permanente (APPs) e demais áreas prioritárias, melhorando a qualidade e quantidade dos recursos hídricos, mediante ações de conservação e restauração florestal que geram compensação financeira aos proprietários rurais.

Para atingir seus objetivos as áreas contempladas pelo projeto abrangem duas modalidades de ações:

Conservação de Remanescentes Florestais: manutenção das áreas existentes de florestas nativas da Mata Atlântica, com sua valorização enquanto área geradora de benefícios socioambientais extra propriedade.

Restauração Florestal: recuperação e proteção de áreas de mananciais, nascentes, matas ciliares e outras áreas prioritárias promovendo a gradativa alteração da cobertura do solo, amenizando os processos erosivos e visando a recuperação da floresta nativa.

O PAF SUB-BACIA RIO SACRA FAMÍLIA contratará 1.000 hectares de conservação e 50 hectares de restauração florestal (25 hectares plantio total e 25 hectares condução de regeneração) em propriedades rurais situadas nos municípios de Paulo de Frontin, Mendes e Vassouras, nos limites da sub-bacia.

O projeto terá uma duração de 36 meses (a partir de julho de 2018) e envolve atividades de divulgação, mobilização, comunicação, seleção das propriedades inscritas, contratação dos proprietários, mapeamento, cercamento, preparo do solo, aquisição de mudas e insumos, plantio, manutenção, monitoramento da conservação do solo e pagamento pelos serviços ambientais.

A execução do projeto cabe à ONG Crescente Fértil, juntamente com as prefeituras de Paulo de Frontin, Mendes e Vassouras e em parceria com a The Nature Conservancy - TNC. Os recursos para sua realização resultam da cobrança pelo uso da água no âmbito do Comitê das Bacias Hidrográficas dos rios Guandu, da Guarda e Guandu-Mirim (Comitê Guandu-RJ), tendo a Agevap como secretaria executiva. Além desse arranjo institucional, encontra-se em fase de formalização parceria com as Embrapa Solos e Agrobiologia.

(Atualizado em 22/08/2018)

MAPA HIDROGRÁFICO DA REGIÃO E BACIA DO RIO GUANDU

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Agência Innovar.